FANDOM



Básico: Editar

Glaron é o produto de uma relação doentia entre Tiamat e Bahamut.

Ele é o único dragão de gemas que existe em Um.

Teoricamente Glaron teria poder sobre a morte, mas ele se mantém o mais longe que pode dessa esfera divina, temendo se tornar parecido com a sua mãe.

Aparência: Editar

A visão de Glaron é de tirar o fôlego, um alto dragão mais sombrio do que a noite. Apenas uma pessoa jamais viu Glaron e seu meio-irmão Glaurunga em combate, mas se diz que a pele do Dragão Obsidiana é de um negro ainda mais profundo que a do próprio Dragão Negro.

Glaron costuma se divertir assumindo a forma de elfos negros, homens ou mulheres, e conviver na sociedade soufanna.

Seu pai não costuma aprovar dessa atitude, uma vez que os Deuses Élficos não aprovam a presença de dracos em Soufanna, mas eles não parecem ter a coragem necessária para iniciar uma guerra com os dragões.

Domínio Divino: Editar

Como sua irmã Mauga, Glaron é um deus que controla seu próprio poder.

Assim como sua mãe, Glaron nasceu com o poder de consumir as almas dos mortos para se fortalecer.

Por escolha própria, porém, ele se atêm ao seu outro talento: o de encontrar vida e prazer na criação de invenções, arquiteturas, obras de arte e, eventualmente, vida.

Criações: Editar

A criação mais notável de Glaron em Um são os Draconatos, que ele tentou criar em homenagem aos seres que Bahamut criara milênios atrás nos Reinos Esquecidos.

Sua propensão à morte, porém, causou constantes falhas na criação. Eventualmente, ao terminar seu trabalho em Tifannia, Mauga se juntou ao irmão, e eles conseguiram acabar o projeto em conjunto.

Após isso Glaron se mudou por alguns séculos para Os Sete Céus, trabalhando com o pai para criar Celestia.

Os pouquíssimos mortais que jamais fizeram a viagem à Montanha Azul dizem que ela é, de fato, prova do merecimento de Glaron sobre o domínio divino da artificiaria.

História: Editar

Glaron é o Deus Dracônico mais propenso ao diálogo com mortais. Seu culto em Tifannia é o menor dos três dragões metálicos, mas seus acólitos ainda são os que mais sabem sobre seu líder.

Aos seus servos, Glaron contou que é filho de Tiamat.

Tiamat e Bahamut travaram guerra nos Reinos Esquecidos por milhões de anos antes de caírem em Um. O ódio da Rainha Dragão pelo seu irmão atingiu níveis indescritíveis nessa época, mas em sua natureza vil e insana o ódio de Tiamat eventualmente se mesclou com uma atração pelo irmão.

Até os demônios de seus salões se horrorizavam quando Tiamat falava sobre seu desejo de assassinar e se deitar com o irmão.

Um dia, durante um combate em Feywild, Tiamat conseguiu derrubar o irmão. Antes da essência de Bahamut retornar para seu Lar a Devoradora de Almas se aproveitou do corpo, saciando seu desejo pérfido.

Dessa relação nasceu o ovo de Glaron, que Tiamat guardou em seu Tesouro particular nos Nove Infernos, sabendo que seria um draco de poder horripilante que sairia daquele ovo.

Enfurecido com o que havia acontecido, Bahamut entrou sozinho nos Nove Infernos, e nenhum ser ousou pensar em se opor à ele. O Dragão Platinado resgatou o ovo do seu filho e o tomou para si, voltando para seu próprio Lar.

Toda a infância de Glaron foi marcada por uma agonizante crise de personalidade, nunca sabendo se era um dragão cromático ou metálico. Seu desejo era seguir nos passos de Bahamut e criar vida, mas ele nasceu com o poder (e a necessidade) de se alimentar dos mortos, como a mãe.

Porém ele ultimamente se decidiu por lutar ao lado do pai, abnegando seus poderes sobre a morte e decidindo evitar se alimentar, até sua morte.

Emocionado com a determinação do filho, Bahamut fez uma petição ao deus mais poderoso dos Reinos Esquecidos, Moradin, deus da criação.

Moradin não retirou de Glaron o poder sobre a morte, mas em vez disso lhe deu a capacidade de também se alimentar da alegria da criação.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória